Dia 25 - 23/09/2018
Dia da semana: domingo
Local: Munique/Alemanha
Hospedagem: AirBNB
Lugares obrigatórios: OktoberFest
e
Campo de Concentração em Dachau

A última semana era pra ser de uma despedida em clima de muita festa, com Oktoberfest e campeonato alemão de futebol. Mas houve um momento de reflexão e sensações de angústia e mágoa. Não sou um grande estudioso ou historiador, mas como um curioso e interessado em como a humanidade chegou onde chegou, guardei mais um momento para cultura, como em Amsterdan que fui na casa da Anne Frank, aqui em Munique visitei o primeiro campo de concentração construído pelo Hitler, em Dachau.

De onde eu estava até o destino era cerca de 1 hora e meia, mas bem tranquilo e fácil de chegar, conforme o mapa abaixo:

1) Peguei o metrô U-Bahn na estação Nordfriedhof até a estação de Marienplatz(linha azul escura)

2) Lá troquei para o S-Bahn até a estação Dachau(linha azul clara)

3) Saindo da estação procure a parada de ônibus Dachau Bahnhof e desça em KZ-Gedenkstatte(linha verde)

No ônibus você já está junto com todo mundo que vai para o campo, então é só seguir a multidão.

Meu objetivo não é detalhar o local e nem a história, e sim contar um pouco da experiência de ter visitado o local, o site pretende abordar cada dia de viagem e por isso detalhar questões históricas aqui não estaria dentro da proposta. Mas claro que me sensibilizo e deixo aqui um link de um blog que achei interessantíssimo, uma pessoa que fez este passeio e tem uma bela narração: https://www.blogvambora.com.br/dachau-visita-campo-de-concentracao/

Sabe aquele lugar que você não tem vontade de sorrir? O dia estava maravilhoso, o sol se fazendo presente, um calorão brabo, clima pra tomar cerveja, ainda mais em plena Alemanha.....mas não lá. O tour é muito interessante, mas ao longo do passeio, ao mesmo tempo que vai adentrando o terreno, conhecendo os postos e construções, vai ouvindo os áudios, uma inquietação vai crescendo. Visitei os galpões que foram salas do exército de Hitler, salas de reuniões, campos de concentração, quartos dos prisioneiros....as coisas vão ficando pesadas aos poucos, e não tem como não se sentir um “nada” quando visitada a câmara de gás.

O clima fica bem pesado, e dali já fui partindo para a saída tendo em vista que fui lá por último, não é difícil ver pessoas sentadas embaixo das árvores recuperando o fôlego e chorando por se sensibilizarem com a situação. Novamente repito, quem tiver oportunidade deve fazer este passeio, é doloroso, mas precisamos conhecer absurdos e monstruosidades as quais o ser humano pode cometer, para que as futuras gerações sempre combatam os mais variados erros que não devem se repetir.

De volta ao apartamento precisava me recuperar para uma outra noite de OktoberFest. Restaurado e com energias renovadas, parti para a festa. Já havia entendido minimamente como funcionavam as coisas no primeiro dia, e resolvi dar mais uma caminhada logo de início nessa noite para conhecer um pouco mais, antes de entrar no galpão de alguma cervejaria para começar os trabalhos. Um detalhe importante é que a OktoberFest é como uma minicidade com várias ruas, galpões das cervejarias, restaurantes e lojinhas, e somente nesses galpões é possível beber, fora deles não pode andar com bebida. Quando você entra na área de uma das cervejarias a princípio só bebe se tiver em alguma mesa, os garçons só servem na mesa, mas claro que tudo é conversado, o que não há margem para acertos é a saída da área da cervejaria com caneca e cerveja.

Então voltando ao assunto, rodei dentro do evento, conhecendo as barraquinhas de lanche, de jogos, entrei num brinquedo que ficava girando, claro que antes de iniciar a bebedeira, e depois parti novamente para a barraca da HB, direto no local de encontro com a garçonete Sabrina, que me conseguia a caneca rapidinho.

Me diverti horrores mais uma noite, conheci alguns brasileiros pra variar, e tive a sorte de ainda pegar na saída um UFC com atletas alemães sem condições de ficar em pé. Chegou a parecer uma briga de brincadeira entre comediantes, tudo detalhado no vídeo abaixo. Isso encerrou minha noite e fui direto pro apartamento chumbado com condições apenas de deitar e dormir.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now